Empresário morre em troca de tiros com bandidos

Lucas Sarzi Publicação 27/02/2014 - 14h56 Atualizado 27/02/2014 - 12h06
Divulgação/Guarda Municipal
Guardas municipais perseguiram os bandidos e um deles foi preso.

Um roubo a uma casa de alto padrão terminou com troca de tiros entre vítima, bandidos e em seguida com a Guarda Municipal. Tudo isso aconteceu envolvendo uma mesma situação em São José dos Pinhais, na noite de quarta-feira (26).

Por volta das 22h, a casa do empresário Genoir Sebastião Zavaschi, na Rua Harry Feken, no bairro Boneca do Iguaçu, foi invadida por três bandidos. Na fuga, a vítima trocou tiros com os suspeitos e acabou baleada.

Genoir levou três tiros, foi socorrido pelo Siate e encaminhado ao Hospital do Trabalhador em Curitiba, mas morreu horas depois. Os três homens levaram joias e cerca de R$ 5 mil em dinheiro da residência e fugiram em um Chevrolet Blazer. Quando passavam pelo bairro Borda do Campo, encontraram com uma viatura da Guarda Municipal que fazia patrulhamento e houve troca de tiros.

"Nós sabíamos do assalto, desconfiamos que fossem os autores e antes mesmo de abordarmos os rapazes, eles começaram a atirar", contou o GM Welington. Os suspeitos abandonaram o carro e fugiram por um matagal. Na fuga, um deles foi baleado. "O Erick Felipe Halama, de 22 anos, levou um tiro de raspão no quadril e resolveu se entregar", disse o GM.

Erick precisou receber atendimento médico no Hospital São José e em seguida foi encaminhado para a Delegacia. "Lá ele foi reconhecido pela esposa da vítima, que também forneceu imagens das câmeras de segurança da casa que comprovam que o suspeito realmente participou do assalto", garantiu Welington. 

Com ele, a Guarda Municipal apreendeu um revólver calibre 38. Os outros dois bandidos fugiram em direção ao Jardim Jurema e não foram encontrados. A pistola calibre 380 que estava nas mãos do empresário no momento em que a equipe da Guarda Municipal chegou à residência foi encaminhada à Delegacia de São José dos Pinhais.

"Um procedimento necessário para as investigações, mas a arma era documentada e ele tinha permissão para usá-la", disse o GM. A quantia em dinheiro e as joias foram levadas pelos outros dois bandidos. Imagens das câmeras de segurança da casa devem ajudar nas investigações da Polícia Civil.

Segunda vez

De acordo com as informações repassadas pela esposa de Genoir Sebastião Zavachy à GM, foi o segundo assalto a família em menos de um ano. "Os mesmos bandidos levaram, na primeira vez, há 11 meses, um valor de aproximadamente R$ 200 mil", disse Welington.

Dessa vez, a casa do empresário foi invadida pelo muro do vizinho. "O assalto foi planejado porque os bandidos conheciam os acessos a casa. Infelizmente os familiares não tiveram como tentar fugir", disse.


Publicidade

Publicidade