Menina de quatro anos é estuprada em Quatro Barras

Fernanda Deslandes e Giselle Ulbrich Publicação 09/12/2013 às 13:56:48 Atualizado 10/12/2013 às 06:49:00

Leia Mais

Uma menina, de apenas 4 anos, foi retirada de casa e violentada na tarde de sábado, em Quatro Barras. A vítima está internada no Hospital Angelina Caron, em Campina Grande do Sul e a polícia procura pelo suspeito, que foi preso em 2007, por estupro, em São José dos Pinhais, e solto no ano seguinte. O delegado Osmar Feijó aguarda resultado da perícia para pedir a prisão temporária do homem, de 37 anos.

O pai procurou a delegacia por volta das 16h30. Ele contou que dava almoço para a filha, quando o ex-marido da mulher que ajuda a família nas tarefas domésticas e nos cuidados com a menina invadiu a casa. O pai contou a Feijó que o homem cobrou os R$ 70 do mês, dizendo que ia viajar com a ex-mulher e precisava do dinheiro, e ele concordou em adiantar o pagamento. Antes de pegar a quantia, passou rapidamente no banheiro, mas, quando voltou à sala, a menina e o homem haviam sumido. A mãe e o outro filho não estavam em casa.

Buscas

A Guarda Municipal e a Polícia Militar passaram a ajudar o pai nas buscas pela filha. De bicicleta, ele percorreu várias ruas, até que o funcionário de uma pizzaria avisou que viu a criança sair de um matagal, entre a casa da família e a delegacia, no centro de Quatro Barras. A menina desmaiou assim que alcançou a rua. A vítima tinha ferimentos pelo corpo, e contou que foi violentada pelo homem.

Ontem, a ex-mulher do suposto estuprador foi ouvida na delegacia e negou ter pedido ao ex-marido buscar o dinheiro. Como é usuário de drogas, acredita-se que queria comprar entorpecentes. Médicos informaram ao delegado que não houve penetração na menina, mas a região genital está inchada, diferente do normal. As roupas da criança e a jaqueta do autor foram encaminhadas à perícia.


Publicidade

Publicidade