Casal é espancado até a morte no Pinheirinho

Jadson André Publicação 15/11/2013 às 08:26:17 Atualizado 15/11/2013 às 06:52:45

Leia Mais

Com golpes de tijolo e pedaços de concreto, um grupo de pessoas acabou com a vida da jovem, identificada apenas como Amanda, aproximadamente 25 anos, e de seu companheiro, Eduardo, que aparentava ser um pouco mais velho que ela.

O crime aconteceu na madrugada de quinta-feira, porém, os corpos dos dois foram só foram encontrados por populares por volta das 9h30 da manhã, no carreiro que corta um terreno baldio, na Rua Cid Marcondes de Albuquerque, Pinheirinho.

 


A Polícia Militar recebeu a ligação, mas nenhum morador quis aguardar a chegada da viatura ao local. Os PMs começaram a busca por contra própria até que encontraram os dois cadáveres. Ambos estavam com a cabeça bastante ferida e rosto desfigurado. Os rastros de sangue na vegetação demonstravam que o casal lutou para sobreviver.

 

Policiais da Delegacia de Homicídios também estiveram no terreno e perceberam que as marcas de sangue levavam até a porta de uma residência. Entretanto, não havia ninguém na moradia e a polícia deve voltar à região nos próximos dias para tentar encontrar testemunhas do duplo homicídio.

Segundo os investigadores, Amanda e Eduardo faziam uso de entorpecentes. Até o fim da tarde de quinta-feira, nenhum parente havia comparecido ao Instituto Médico-Legal para liberar os corpos. Amanda tinha uma tatuagem no antebraço direito com o nome do companheiro. Ela vestia blusa listrada azul e branca e calça azul. Eduardo estava com uma camiseta vermelha e cueca preta.


Publicidade

Publicidade