Assalto a posto de combustíveis termina em morte

Giselle Ulbrich Publicação 12/11/2013 - 14h06 Atualizado 12/11/2013 - 12h42

Um tiroteio entre assaltantes e um vigilante, dentro de um posto de combustíveis em Pinhais, causou pânico e correria entre funcionários e clientes, na noite de segunda-feira (11).

Um dos ladrões morreu. Outro bandido e um suposto vigilante do posto foram baleados e estão internados em estado grave, no Hospital Cajuru. O terceiro bandido foi detido.

Segundo levantamento iniciais do delegado Marcelo Magalhães, da Delegacia de Pinhais, três bandidos armados invadiram o posto de combustíveis, que fica na Avenida Ayrton Senna, bairro Pineville, por volta das 22h, para cometer um assalto.

O vigilante de 42 anos, que não teve o nome divulgado, reagiu e houve confronto entre ele e os marginais. Vidros foram estilhaçados e paredes da loja de conveniências ficaram furados de balas.

O vigilante e dois assaltantes foram baleados. Ele e um dos ladrões (adolescente) foram socorridos pelo Siate e levados em estado grave ao Hospital Cajuru, onde permanecem internados.

Um dos marginais, um adolescente de 16 anos, foi apreendido no local e encaminhado à delegacia. Já o outro bandido ferido, identificado como Thiago Aparecido Jacinto, 20 anos, conseguiu fugir até São José dos Pinhais, não se sabe como.

Segundo a Polícia Militar, quase meia hora depois do tiroteio, Thiago abordou uma pessoa na rua, entrou no carro dela e pediu socorro. Esta pessoa, sem saber o que havia acontecido, levou o rapaz ferido até o Hospital de São José, onde Thiago morreu pouco tempo depois.

Já que o suposto vigilante teria participado ativamente do tiroteio, policiais procuraram pela arma dele, mas não a encontraram. Não descartam a possibilidade de que alguém tenha levado a arma dele embora. Investigadores também foram ao posto, na tarde de hoje (12), em busca de imagens de câmeras de segurança.


Publicidade

Publicidade