Rapazes trocam tiros com policiais e levam a pior

Dois rapazes trocaram tiros com policiais militares do 22.º Batalhão e morreram na hora, no início da madrugada de sábado, no quilômetro três da BR-116, em Quatro Barras. Segundo a polícia, o auxiliar Flávio Augusto Dias da Silva, 19 anos, e o servente Weslei Jacinto, 18, haviam praticado um assalto em uma lanchonete na Vila Guarani, em Colombo. Dois comparsas conseguiram fugir.

O roubo aconteceu por volta da 1h, quando quatro rapazes chegaram no estabelecimento, na Rua Abel Scuissato, anunciando o assalto e dando alguns tiros no local, mas sem atingir ninguém.

Os quatro fugiram em um Uno branco, pela BR-116, sentido São Paulo, levando R$200 do caixa e as chaves dos carros de alguns clientes. Uma viatura da Rondas Ostensivas Tático Motorizados (Rotam) cruzou com eles na rodovia e iniciou uma perseguição até que eles pararam o carro. Flávio e Weslei, armados com um revólver calibre 38 e uma pistola calibre 40, com a numeração raspada, atiraram contra os policiais e foram mortos no revide. Os outros dois rapazes conseguiram fugir por um matagal.

O dinheiro roubado e as chaves dos carros dos clientes foram recuperados. De acordo com a polícia, o proprietário do Uno rapidamente chegou ao local. Ele disse que havia emprestado o carro para o filho dar uma volta com os amigos e não imaginava que ele pudesse ter participado de um crime. O filho do dono do Uno é um dos dois assaltantes que fugiram pelo matagal.


Publicidade

Publicidade