Homem é assassinado em Campina Grande do Sul

Giselle Ulbrich Publicação 06/01/2013 às 15:04:51 Atualizado 19/01/2013 às 22:25:25
Gerson Klaina
Corpo da vítima foi encontrado em um carreiro.

Crianças brincando num carreiro, que liga a Rua João Batista com a Rua Valdomiro Batista, no Jardim Paulista, em Campina Grande do Sul, acabaram encontrando um homem morto, na manhã de hoje (06).

O jovem, que não trazia nenhum documento de identificação nos bolsos, foi assassinado com agressões na cabeça e tiros nas costas. Margeando o carreiro há o muro de um pequeno condomínio de casas.

Os moradores disseram que, entre 5h e 6h, ouviram cerca de seis tiros. Mas ninguém quis sair da cama pra ver o que estava acontecendo. Pela manhã, foram as crianças que encontraram o corpo.

Apesar do horário dado pelos moradores, o perito Alexandre Lara analisou o cadáver e acredita que o rapaz tenha sido morto há mais horas do que o horário indicado.

As marcas de agressão na cabeça da vítima coincidem com alguns blocos de concreto que haviam no mato, perto do corpo, sujos de sangue. Nas costas havia dois tiros, um deles transfixiou pela barriga.

E pela posição das perfurações, acredita-se que a vítima já estivesse deitada no chão quando levou os disparos. No corpo ainda havia sinais de arrastamento. O rapaz não tinha nenhum documento de identificação.

Aparentava em torno dos 20 anos e tinha apenas uma pulseira de cor verde ou azul no pulso, semelhante às usadas em camarotes de baladas. A falta de tênis nos pés e da carteira podem indicar algum roubo que a vítima sofreu.

O jovem era alto, magro, com pele clara e cabelos pretos, curtos e lisos. Usava calça jeans com cinto de lona e uma camiseta justa que pode ser branca, mas estava suja de barro.


Publicidade

Publicidade