Montador de móveis vai cobrar dívida e leva balaço

Giselle Ulbrich Publicação 29/12/2012 - 17h03 Atualizado 19/01/2013 - 22h25

O montador de móveis Marcelo Honório da Silva, 44 anos, tentou cobrar uma dívida na noite de ontem (29). Mas acabou morto, possivelmente pelo devedor ou alguém ligado a ele. O crime foi na Rua Jovenilson Américo de Oliveira, no Tatuquara. A polícia já tem um suspeito identificado.

O delegado Rubens Recalcatti apurou que Marcelo era um homem trabalhador. Morava há 25 anos no Tatuquara, era bem quisto por todos e não tinha problemas com ninguém. Há algum tempo, Marcelo, que trabalha produzindo e montando móveis, vendeu algumas ferramentas a uma pessoa, que a polícia já identificou.

Por volta das 20h de sexta-feira, o montador saiu de casa, dizendo à esposa que ia cobrar o devedor, que ainda não havia pago a compra. A cobrança seria feita nas moradias Rio Bonito, que também fica no Tatuquara, mas não muito perto de onde Marcelo morava.

Cerca de três horas depois que saiu de casa, alguns amigos de Marcelo o encontraram baleado na rua, encostado em seu carro. O Siate foi chamado, mas a vítima não resistiu e morreu no local. Ninguém viu quem cometeu o crime. A pessoa que devia dinheiro ao montador já foi identificada e será chamada a depor na Delegacia de Homicídios.


Publicidade

Publicidade