Suspeita de bomba fecha mercado no Água Verde

Ana Carolina Bendlin Publicação 05/08/2012 - 15:06:31 Atualizado 19/01/2013 - 22:21:49

Uma suposta bomba alterou a rotina de quem fazia compras ou trabalhava no Condor do Água Verde, na tarde de ontem. Por volta das 14h, clientes e funcionários foram retirados do mercado depois que um objeto com aparência de artefato explosivo foi encontrado no estacionamento da loja, no subsolo do prédio. Após pouco mais de duas horas, o Esquadrão Antibombas do Comandos e Operações Especiais (COE) neutralizou o objeto.

Não foi possível apurar se era mesmo um artefato explosivo. “Parecia ser uma bomba por estar em um pacote envolto com fita prateada e com alguns fios à mostra, mas somente a perícia poderá confirmar”, explicou o soldado Willian da Silva, do COE.

De acordo com o aspirante Baptista, do 12.º Batalhão da Polícia Militar, um funcionário avistou o objeto e avisou a polícia, que iniciou a evacuação. No entanto, uma funcionária afirmou que os empregados já sabiam da suspeita desde as 10h30. “Nos orientaram para que não disséssemos nada aos clientes. Quando isolaram a escada rolante e o elevador, todo mundo ficou nervoso”, contou a funcionária. Durante o trabalho do Esquadrão Antibombas, os veículos estacionados na garagem não puderam ser retirados, o que causou indignação a alguns clientes.

Resposta

O Condor garantiu, por meio de sua assessoria de imprensa, que a evacuação foi feita assim que o mercado teve conhecimento do objeto.

Veja na galeria de fotos a confusão


Publicidade

Publicidade