Homem é encontrado morto no Tatuquara neste domingo

Márcio Barros Publicação 10/06/2012 às 11:22:54 Atualizado 19/01/2013 às 22:20:38
Aliocha Maurício
O corpo foi encontrado sem nenhuma identificação.

Com dois tiros na cabeça e sinais de agressões em várias partes do corpo, Manoel Fereira de Melo, 28 anos, foi encontrado morto, no final da Rua Francisco Raphael Di Lascio, Jardim da Ordem, no Tatuquara. O crime, supostamente aconteceu de madrugada de ontem, quando vizinhos ouviram vários tiros, mas o homem só foi encontrado por volta das 8h, quando moradores passaram pelo local e avisaram a polícia.

O cadáver estava em um matagal, no entanto, em uma rua sem saída, bem próximo do local, havia um rastro de sangue, que segundo a polícia, pode ser uma prova de que os matadores tentaram ocultar o corpo. O investigador Castro, da Delegacia de Homicídios disse que conversou com moradores e com familiares da vítima, e todos confirmaram que Manoel era usuário de drogas, e que há algum tempo estava praticando pequenos furtos na região, supostamente para sustentar o vício.

"Algumas pessoas devem ser ouvidas durante a semana na DH, mas algumas linhas de investigação são mais fortes. Ele era usuário e pode ter morrido por estar devendo para algum traficante da região, e também por estar envolvido com a criminalidade, praticando furtos no bairro", explicou Castro.

Comoção

Enquanto a perita do Instituto de Criminalística analisava o local onde havia as marcas de sangue, os familiares de Manoel chegaram próximo do corpo, invadiram o local isolado pela Polícia Militar e, como se estivessem se despedindo, conversaram com o morto. Uma mulher, a todo instante falava sobre os conselhos que havia dado, e que pelo fato de ser teimoso, Manoel não tinha acatado. Toda a cena foi acompanhada por alguns vizinhos, que de longe, se comoviam com os familiares do rapaz.

 


Publicidade

Publicidade