Empresário é assassinado em Ponta Grossa

Mara Cornelsen Publicação 08/10/2009 - 00h15 Atualizado 19/01/2013 - 21h41

O empresário Hamilton Trivellato, 65 anos, proprietário da revenda de automóveis Itacar, em Ponta Grossa, foi assassinado às 15h de ontem, por dois homens que invadiram o estabelecimento comercial.

Apesar de praticante de tiro e presidente do Clube de Caça e Pesca do município, e de estar armado com um revólver calibre 22, além de ter outra arma de calibre 38 na gaveta do escritório e ainda uma pistola automática no interior de seu automóvel (todas legalizadas), Hamilton não teve tempo para reagir. Foi executado com quatro tiros, segundo a polícia.

Testemunha

Um funcionário da revenda testemunhou a execução. Ouvido pelos investigadores, ele contou que dois homens entraram no escritório da loja e mandaram Hamilton sair, dando tapas em seu rosto. Já fora, foi identificado e recebeu dois tiros no peito.

Mesmo ferido, ele tentou fugir, mas caiu e levou outros dois balaços na cabeça. Como nada foi roubado, a polícia suspeito que foi um crime “de encomenda”, mas não apurou o motivo.

Hamilton atendia pelo apelido de “Itatiba”, por ser natural desta cidade paulista. Também mantinha grande amizades com policiais e foi fundador do Clube de Amigos da Polícia Civil, em Ponta Grossa.


Publicidade

Publicidade