Secretário municipal de Colombo morre atropelado

Giselle Ulbrich e Fábio Schatzmann Publicação 23/03/2009 às 00:00:00 Atualizado 19/01/2013 às 21:34:28
Fábio Alexandre
Acidente aconteceu na BR-476, no Bacacheri. Causador sumiu.

Ao pagar uma promessa de devoção a Santa Rita de Cássia, o secretário municipal de Educação de Colombo, Altair da Silva Leme, 41 anos, morreu atropelado.

O fato ocorreu às 8h10 de ontem, na BR-476 (antiga BR-116), no Bacacheri, na entrada para a Rua Professora Gelvira Correia Pacheco, a um quilômetro do viaduto do Tarumã. O veículo atropelador fugiu. Sabe-se apenas que é um carro preto.

Há quatro anos, no dia 23 de cada mês ou próximo desta data, ele pagava uma promessa à santa. Caminhava de sua casa, no Jardim Guaraituba, em Colombo, até o santuário da padroeira, na Vila Hauer. Sempre que podia, levava outras pessoas para caminhar com ele, conforme contou J. Camargo, prefeito de Colombo, que esteve no local do acidente.

Ontem, era para um grupo de cerca de seis pessoas percorrerem o trajeto juntos. No entanto, apenas Vilma Vitoriana, diretora de um dos Centros Municipais de Ensino Infantil (CMEI) de Colombo, acompanhou o secretário.

Eles andavam pelo acostamento, ela pelo lado da rua e ele pelo lado do calçamento, quando Altair propôs que trocassem de lugar. Assim que o fizeram, o secretário olhou a hora no celular - era exatamente 8h10. Quando recolocou o aparelho no bolso da calça, um veículo o atropelou e arrastou o corpo por mais de 50 metros.

Vilma conta que o automóvel ainda parou no acostamento da rodovia, mais adiante, mas desistiu de prestar socorro à vítima e foi embora. A funcionária pública acredita se tratar de um carro popular preto, não soube descrever exatamente o modelo ou marca. No entanto, cogita-se a possibilidade de ser um Corsa, um Pálio ou um Siena.

Formado em Filosofia, Altair tinha sido professor e vereador em Colombo. Em 2005, recebeu o convite para chefiar a Secretaria de Educação. Com a voz embargada, o prefeito descreveu seu amigo e colega de trabalho como um excelente profissional.

Quem prestou atendimento policial à vítima foi a Polícia Rodoviária Federal (PRF). Até ontem ao final da tarde, não havia informações do autor do atropelamento. O secretário foi velado em casa, na Rua Bom Sucesso, Guaraituba, e será sepultado às 10h de hoje, no Cemitério São Gabriel.

Acidentes com moto matam dois

Outros dois acidentes fizeram mais duas vítimas fatais no fim de semana. Em Piên, no quilômetro 12 da PR-419, que liga Mandirituba a Agudos e Tijucas do Sul, a moto Titan placa AOS-6827 bateu de frente com o Corsa placa BEE-1616 (São Bento do Sul - SC), às 2h de ontem. Elton José Nogueira, 23 anos, que pilotava a moto, morreu no local.

O motorista do Corsa, um homem de 51 anos, que pediu para ter seu nome preservado, parou para socorrer o motoqueiro. Entrou em estado de choque quando a vítima morreu em seus braços, à espera do socorro. A colisão ocorreu numa curva e havia neblina naquele horário. Elton morava na CIC.

O outro acidente foi por volta das 18h30 de sábado, no Umbará. Não se sabe por qual motivo, Edevaldo de Almeida, 20, teria caído de sua moto e morreu. Segundo registros do Batalhão de Polícia de Trânsito, não houve outro veículo envolvido no caso. (GU)


Publicidade

Publicidade