Empresário executado com três tiros na cabeça em Colombo

Jornalista Externo Publicação 26/06/2008 às 00:03:06 Atualizado 19/01/2013 às 20:25:19

Foto: Alberto Melnechuky

Futuro genro de Neri é suspeito de envolvimento no crime.

O empresário Neri Antônio Helfer, 42 anos, foi executado com três tiros na cabeça durante assalto simulado em sua residência, na Rua David Rausis, São Dimas, em Colombo, às 23h de terça-feira.

A polícia suspeita que o crime tenha envolvimento de Gustavo de Oliveira, 18, ex-namorado da filha da vítima, que está grávida de 9 meses.

Neri era contra o relacionamento da filha com Gustavo, mas, depois da gravidez, passou a aceitar o romance e empregou o futuro genro, em sua empresa - Pocel Instalações Elétricas, ao lado de sua casa.

Porém, o casal se desentendeu e o rapaz deixou de trabalhar com o futuro sogro. Devido à briga, Neri começou a ser ameaçado pelo rapaz, que jurou que ele não iria ver o neto nascer. A cesariana estava marcada para ontem. Neri teria registrado boletim de ocorrência pelas ameaças.

Invasão

O soldado Maciel, do 17.º Batalhão da Polícia Militar, apurou que Neri estava em casa com a mulher, as duas filhas e alguns amigos, quando quatro rapazes invadiram a residência com armas em punho. Outros bandidos permaneceram do lado de fora, dando cobertura.

O quarteto anunciou o roubo e revirou toda a casa. Neri tentou acalmá-los, dizendo que eles podiam levar tudo o que quisessem, inclusive o carro da família, mas os marginais não pegaram nada. Antes de deixar a casa, atiraram no empresário, que tombou morto na sala.

O superintendente Braga, da delegacia do Alto Maracanã, em Colombo, disse que um advogado prometeu levar Gustavo e seu pai para serem ouvidos. “A princípio, eles são suspeitos. depois que contarem a versão deles saberemos que medida tomar”, contou Braga.


Publicidade

Publicidade

Comente a notícia