Jovens encontrados mortos em Fazenda Rio Grande

Jornalista Externo Publicação 22/04/2008 - 00h00 Atualizado 19/01/2013 - 21h22

Walter Alves

Rapaz foi levado para matagal e morto com tiros nas costas.
Dois jovens, sem documentos de identificação, foram encontrados mortos em horários e locais diferentes na madrugada e manhã de ontem, em Fazenda Rio Grande. Pouco depois da meia-noite, um rapaz, de aproximadamente 20 anos, sem documentos, foi encontrado morto com dois tiros, na Rua Caxias do Sul, bairro Santa Maria.

Segundo o investigador Luiz, da delegacia local, alguns populares suspeitam que se trata de um indivíduo conhecido por “Neguinho”. “Se realmente for ele, é um rapaz que já teve passagem pela delegacia”, explicou. Comentou-se que seu nome seria Noel. A vítima, com 1,72 metro e 62 quilos, estava vestida com jaqueta agasalho amarela e preta, camisa e calça azuis, e botina preta.

Matagal

O outro jovem, de aproximadamente 25 anos, foi encontrado em um matagal no final da manhã, atingido por, pelo menos, três tiros nas costas. O corpo estava ao lado da Rua Francisco Ferreira da Cruz, próximo à divisa com o Umbará. De acordo com a população local, o crime teria ocorrido no final da noite de sexta-feira, quando diversos disparos foram escutados e uma Caravan escura foi vista deixando a região em alta velocidade.

Apesar de desconfiarem que alguém poderia ter sido morto no meio da vegetação, ninguém se arriscou a entrar no mato e procurar a vítima. Os dias se passaram e o assassinato só foi confirmado por volta das 11h de ontem, quando um morador resolveu cortar pasto para seu cavalo e viu o cadáver, estendido de bruços e exalando forte cheiro. “Levei um susto tremendo e fiquei preocupado achando que poderia ser algum vizinho”, disse o homem.

Caravan

No entanto, a vítima não foi reconhecida e, aparentemente, foi levada até o local para ser executada. Testemunhas disseram ter visto indivíduos passando pela rua em uma Caravan escura, às 19h de sexta-feira. “Depois, escutamos vários tiros e, logo em seguida, eles apareceram de novo. Desligaram a luz do carro e, mais à frente, fugiram em alta velocidade, em direção à Curitiba”, relatou um morador.

O crime será investigado pela delegacia de Fazenda Rio Grande, que ainda aguarda a identificação da vítima. O desconhecido vestia calça de moletom cinza e blusa vermelha. Tinha uma tatuagem de aranha nas costas e correntes no pulso e no pescoço.


Publicidade

Publicidade

Comente a notícia