Mata a ex-mulher com facada no pescoço

Clewerson Bregenski Publicação 25/04/2006 às 01:18:00 Atualizado 19/01/2013 às 21:01:07

Reprodução

Paulo não aceitava a distância.
Ainda transtornado pela separação, que aconteceu há cerca de dois meses, Paulo Cezar Okinski, 23 anos, cometeu uma loucura às 21h20 de domingo, em Fazenda Rio Grande. Armado com uma faca, ele invadiu a residência da ex-mulher e a assassinou com uma facada certeira. O golpe atingiu o pescoço de Reni Aparecida Candinho, 25, que morreu em frente a familiares que presenciaram, atônitos, o crime. Após cometer o homicídio, Paulo fugiu. Apesar de a polícia ter realizado buscas na tentativa de prendê-lo, o acusado não foi encontrado.

Pelo que foi apurado no local, o ex-marido queria reatar o relacionamento e tinha muito ciúme de Reni. Provavelmente, dominado por esse sentimento, o jovem foi à moradia da ex-mulher, na Rua São Luís, bairro Santa Terezinha, e cometeu o assassinato. Socorristas do Siate foram acionados para tentar salvar a vida da mulher, porém, ao chegar à residência ela estava morta.

As informações sobre a autoria do crime foram repassadas à polícia pelos familiares da vítima. Espera-se que o acusado se apresente à polícia para relatar o que motivou o assassinato. Caso contrário, deverá ser solicitada a sua prisão à Justiça. A união entre o casal durou quatro anos. Reni tinha três filhos.

Outro

No dia 12 deste mês, um caso semelhante ocorreu, também em Fazenda Rio Grande. Zípora Duarte da Silva, 21, foi degolada por seu ex-marido, o encarregado de produção Marcelo Martins Marcelino, 24, no portão da casa dele, na Rua Rio Iapó, Bairro Iguaçu II. Dias depois, Marcelo se apresentou ao delegado e, depois de ser ouvido e alegar legítima defesa, foi liberado.

Durante a retirada do corpo no Instituto Médico-Legal, Rose, irmã de Reni, comentou que Paulo Cezar pode ter se inspirado no caso anterior para cometer o assassinato, pois o autor continua em liberdade.


Publicidade

Publicidade

Comente a notícia