Comerciante morre com três tiros no peito

Clewerson Bregenski Publicação 08/04/2005 - 01h43 Atualizado 19/01/2013 - 20h51


Adir morreu atrás do
balcão de seu comércio.

De forma covarde, o comerciante Adir Ribeiro de Jesus, 57 anos, foi assassinado dentro de seu local de trabalho, às 14h de ontem, na Rua Espanha, Jardim Graziela, em Almirante Tamandaré. A vítima recebeu três tiros no peito e sequer teve chance de se defender. Um dos suspeitos de ter participado do crime foi preso por policiais militares do 17.º Batalhão, poucos minutos mais tarde, em um bar.

O que motivou o assassinato ainda está sendo apurado. No local do crime comentários davam conta que dois homens entraram na pequena banca do comerciante para roubar, o que resultaria no crime de latrocínio. Entretanto, para os PMs que realizaram a prisão do suspeito - Darli Furtuoso de Lima, 31 anos -, foi dada outra versão. Segundo o soldado Veiga, Darli contou que o assassinato aconteceu porque a vítima teria mexido com a filha do cunhado dele. Irritado com a situação, o cunhado e Darli foram tirar satisfações e ocorreu a morte do comerciante.

Tiros

Adir morava ao lado da banca em que vendia doces, sorvetes e roupas. O material ofertado servia como a única fonte de renda do comerciante. Por volta das 14h, o serviço de Adir foi interrompido pela entrada de dois homens no estabelecimento, um deles armado. Na seqüência foram ouvidos disparos e os indivíduos vistos correndo à pé. O Siate chegou a ser acionado, mas os socorristas somente puderam constatar o óbito. Adir caiu morto atrás do balcão. "Ele era um homem trabalhador e não tinha inimizades" afirmou uma vizinha. "Não fazia mal para ninguém" desabafou a filha da vítima (Geni), bastante abalada. Até aquele momento, a única hipótese para a morte de Adir era de latrocínio, apesar da família não sentir falta de nenhum objeto pessoal ou do estabelecimento.

Prisão

De acordo com o soldado Claudino, após darem atendimento à ocorrência, foram realizadas diligências pela região e, com o apoio da Patrulha Escolar, um dos suspeitos foi localizado. Darli foi identificado pelas características físicas e vestimentas descritas pelas testemunhas. Ele foi detido em um bar na Rua Principal, na Vila Leonice, conforme informou o soldado Veiga. O outro participante do crime não foi encontrado pela PM.

Darli foi encaminhado algemado para a delegacia de Almirante Tamandaré, onde seria ouvido. Aos policiais militares o detido negou que tenha atirado contra o comerciante e disse que apenas estava junto.


Publicidade

Publicidade

Comente a notícia