Dor de cabeça pode ter origem na má formação da arcada dentária

Redação O Estado do Paraná Publicação 18/10/2002 às 02:00:00 Atualizado 19/01/2013 às 20:35:53

Quem nunca sofreu com dores de cabeça, na nuca, nas costas e na coluna? O que muitos não sabem é que a causa desses distúrbios pode estar no posicionamento dos dentes. Segundo dados da Organização Mundial da Saúde – OMS, 90% das dores de cabeça da população mundial são de origem dentária. E os problemas de saúde relacionados à má formação dos dentes não param por aí. Ossos desproporcionais e mordida irregular podem provocar, por exemplo, problemas estomacais causados pela mastigação não uniforme, como úlcera e mau hálito.

Segundo o dentista Adoniran Luiz Dambroski, que participa do grupo de estudos da Universidade Camilo Castelo Branco, em São Paulo, e é um dos responsáveis pela ortodontia da Clínica Vita Sorriso, é cada vez mais indicado que as pessoas façam uma avaliação para prevenir ou tratar algum distúrbio na arcada dentária. "Não tem idade para procurar um dentista para essa avaliação, pois de acordo com a ortodontia moderna, existem formas diferentes de tratamento para cada faixa etária", garante o dentista. Ele lembra, porém, que é importante estar atento à escolha do profissional. "A clínica deve ser especializada em ortodontia e ter uma equipe competente, pois esses cuidados estão diretamente relacionados ao sucesso do tratamento", completa Dambroski.

Em alguns casos, segundo o dentista, pode haver também dificuldade de respiração. "Novos problemas ainda estão sendo descobertos resultantes da má formação na arcada dentária", afirma Dambroski. Ele conta que além de amenizar todos esses problemas, o uso dos aparelhos ajuda a resolver algo que incomoda bastante as pessoas que procuram o tratamento, que é a perda da auto-estima devido à estética dos dentes. A garçonete Débora Pereira, 27, já começou a perceber o resultado. "Estou satisfeita. Com quatro meses de tratamento, as dores de cabeça passaram e o posicionamento dos dentes é outro", afirma Débora.


Publicidade

Publicidade

Comente a notícia