Dois argentinos revivem a rivalidade da terra natal

Felipe Lessa Publicação 03/03/2010 às 00:00:11 Atualizado 19/01/2013 às 21:47:12

Colaboraram Clewerson Breginski e Rodrigo Sell

Allan Costa Pinto
De um lado, Ariel Nahuelpán, acostumado a fazer gols contra o rival. Do outro Javier Pepe Toledo, que apostou o salário na vitória rubro-negra.

Os bairros San Martin e Mataderos, em Buenos Aires, estão a mais de 1.800 quilômetros da Arena da Baixada, onde será realizado o Atletiba de domingo. No entanto, com a presença de Javier Toledo e Ariel Nahuelpán, o confronto entre Atlético e Coritiba incorpora um dos diversos clássicos de bairro da capital argentina.

Chacarita Juniors, ex-time de Javier, e Nueva Chicago, ex de Ariel, ficam em uma região dividida pela avenida General Paz. Historicamente, existem rivalidades maiores no caminho da dupla. No entanto, dois pontos em comum entre as duas agremiações criaram um clima de disputa entre os seguidores.

Apesar de Funebreros e Toritos de Mataderos serem considerados integrantes do ‘Lado B’ da pelota argentina, suas torcidas são tão fanáticas quanto à de grandes como Boca Juniors e River Plate.

Ao longo da história, Chaca e Chicago se enfrentaram 37 vezes. O antigo time de Ariel venceu oito e marcou 41 gols. Já o ex-clube de Javier levou 18 e marcou 62 vezes. Em 11 ocasiões a partida terminou empatada.

Questão pessoal

Apesar dos dois jogadores se tratarem como amigos, a disputa argentina do Atletiba se torna mais acirrada quando ganha caráter pessoal. De acordo com o jornalista da Fox Sports argentina, Diego Szpigiel, o primeiro gol de Javier como profissional funebrero foi contra o Nueva Chicago. Por isso, ‘El Negro Pepe’, como ele é carinhosamente chamado pelos ‘hinchas’ de San Martin, é até hoje reivindicado pelos adeptos chacaritas.

Talvez por isso, ele demonstra otimismo na hora de falar do derby curitibano. Questionado, El Negro se mostrou confiante e desafiou Ariel. “Aposto todo meu salário, pois nós vamos ganhar”.

Do outro lado, o argentino coxa-branca pode jamais ter balançado as redes contra o tricolor de San Martin. Porém, na escala local, ele já tem seu nome garantido na galeria de ídolos da torcida alviverde curitibana.

Não é por menos. ‘El Loco Ariel’ é considerado pelos torcedores coxas um “especialista’ em alterar o placar contra o rival da Baixada. “Tive muita sorte de fazer gols, sempre em Atletiba. Marquei gols importantes. Se tiver a possibilidade de jogar, darei o meu melhor”, disse o jogador coxa.

Marca registrada

Em 2009, Ariel deixou sua marca registrada atropelando o goleiro atleticano Galatto, ao mesmo tempo que marcou um gol, na vitória por 4 a 2, na Arena da Baixada. Ele também chega a classificar um Atletiba como “um campeonato à parte”.

Seu conterrâneo, no entanto, já chegou em Curitiba mostrando que sabe tornar um clássico ‘atraente’ - mesmo quando está fora de campo. No Paratiba, El Negro Pepe fez o que já havia feito na Argentina: Uma ‘joda’ contra torcedores do Paraná Clube, fazendo com que toda torcida tricolor da Vila Capanema se irritasse com a presença do jogador nos camarotes do estádio.


Publicidade

Publicidade

Comente a notícia

Esta notícia já contém 23 comentários.

  • gadiego lôpez
    04/03/2010 - 06:14

    O Ariel jogava na 2ª divisão na Argentina e continuará jpgando na 2ª divisão no Brasil.

    A responsabilidade do comentário é do autor da mensagem e não representa a opinião do Paraná Online.
    Denuncie o comentário Responda o comentário

  • CAS S
    04/03/2010 - 06:13

    TAMO BEM COM ESSES DOIS..........RSRSRSRSRRS

    A responsabilidade do comentário é do autor da mensagem e não representa a opinião do Paraná Online.
    Denuncie o comentário Responda o comentário

  • Joao Z
    03/03/2010 - 17:43

    MIRA Q HASTA EN LA ARGENTINA PEPE ES 1A. DIVISION E ARIEL ES 2A. DIVISION. MUI BUENA LA REPORTAGEM ... HEHEHE DA-LE DA-LE HURACAN !!!!!!!!!!

    A responsabilidade do comentário é do autor da mensagem e não representa a opinião do Paraná Online.
    Denuncie o comentário Responda o comentário

  • Alterar Nome
    03/03/2010 - 13:30

    Até nisto este timinho patético copia meu VERDÂO, mas sempre em segundo, há 86 anos.

    A responsabilidade do comentário é do autor da mensagem e não representa a opinião do Paraná Online.
    Denuncie o comentário Responda o comentário

  • gadiego lôpez
    03/03/2010 - 12:22

    ........partidas é considerado apenas um jogador normal (meia-boca) e o atacante que faz a média de um gol a cada 7 partidas ou mais (que é o caso do Ariel) é considerado perna-de-pau.

    A responsabilidade do comentário é do autor da mensagem e não representa a opinião do Paraná Online.
    Denuncie o comentário Responda o comentário