Chuva forte de segunda-feira causa estrago na Vila Capanema

Portão da Vila Capanema ficou danificado com a chuva de segunda-feira (22).
Portão da entrada de carros caiu e estádio ficou alagado. / Foto: Marcelo Andrade

A Vila Capanema foi um dos locais atingidos pela forte chuva que caiu em Curitiba segunda-feira (22). O portão da entrada de carros da Rua Pedro Araújo, atrás da reta do relógio, caiu e o estacionamento do estádio do Paraná ficou completamente alagado. Foram apenas danos superficiais, sem maiores prejuízos. Na manhã desta terça-feira (23), o portão seguia aberto.

Em apenas quatro horas, choveu em Curitiba o equivalente à metade da média esperada para todo o mês de fevereiro. A Defesa Civil do Paraná disse que, além da capital, também houve estragos causados pelas chuvas em Araucária, Almirante Tamandaré, na RMC, e Assis Chateaubriand, no Oeste do estado. Nestas cidades, a maior parte dos danos reportados referem-se a alagamentos, causados por grande quantidade de chuva em curto espaço de tempo – tal como ocorreu em Curitiba.


Publicidade

Publicidade

Comente a notícia

Esta notícia já contém 3 comentários.

  • Japones louco
    23/02/2016 - 21:21

    Fud.......euuuuuu.....agora os agentes sanitários poderão adentrar ao recinto e aí.....INTERDITADO....o próximo será o pinga mijo.....ehhhhh.....ehhhhhhh

    A responsabilidade do comentário é do autor da mensagem e não representa a opinião do Paraná Online.
    Denuncie o comentário Responda o comentário

  • Coxa, O Maior e o Mais Invejado
    23/02/2016 - 18:49

    Ói a Ziiikaaa ka ka ka ka ka ka ka ka ka...

    A responsabilidade do comentário é do autor da mensagem e não representa a opinião do Paraná Online.
    Denuncie o comentário Responda o comentário

  • TRICOLOR DA VILA !!
    23/02/2016 - 17:20

    domingo , eu vou no durival de brito, torce pro time que sou fan , vou levar confetes e bandeira, nao vai ser brincadeira, o meu time vai ser campeão

    A responsabilidade do comentário é do autor da mensagem e não representa a opinião do Paraná Online.
    Denuncie o comentário Responda o comentário