Sala de relaxamento ajuda gestantes para a hora do parto

SMCS
O objetivo do projeto inovador é tornar o momento do parto especial.

No começo, a recepcionista bilíngue Angelita Domingos, de 43 anos, resistiu um pouco às sugestões da equipe da Maternidade Bairro Novo para deixar o centro obstétrico e ir à Sala de Práticas Integrativas. Mesmo sendo a quarta gestação, esse atendimento era algo novo para ela.

“No nascimento dos meus outros filhos, eu fiquei deitada até entrar em trabalho de parto e, desta vez, me senti mais participativa e confiante. Foi maravilhoso. Parecia a primeira vez, uma experiência totalmente nova”, conta.

O local foi preparado para que as gestantes e puérperas (mulheres que acabaram de parir) possam relaxar, receber massagem e fazer escalda pés, além de ouvir música tranquilizante e participar de aromaterapia. O conjunto de aromas, sons e iluminação reduzida tornam o ambiente ainda mais acolhedor e avança nas ações de humanização do parto.

O objetivo é tornar o momento do parto especial. “O hospital tem de ser mais que um espaço onde a mulher vai para ter o bebê. É um local onde ela recebe toda a assistência para a realização de um sonho e este momento pode ser prazeroso e único”, afirma a diretora da maternidade, Tereza Kindra.

Karin Godarth, gerente assistencial, foi uma das idealizadoras do espaço e contou com o comprometimento de toda a equipe. A inspiração veio de outros serviços do Brasil que, a exemplo Maternidade do Bairro Novo, priorizam estratégias de atendimento humanizado.

“A intenção é devolver o momento do parto para a mulher, dar a possibilidade de escolha entre andar pelo jardim ou tomar um chá e, como consequência, observamos que ela fica mais tranquila e desenvolve o autocontrole”, explica Karin.

Na Sala de Práticas Integrativas o atendimento é individualizado e personalizado. “Fechamos a porta, a iluminação é controlada, o ambiente é agradável e, mesmo quando não dizemos nada, elas percebem que são tratadas como únicas”, destaca a gerente.

Complemento

Dois outros ambientes atuam de forma complementar: o Cantinho da Leitura e o jardim. Os livros (literatura e infantil) e jogos educativos disponíveis foram arrecadados pelos colaboradores durante uma gincana solidária realizada em novembro. A iniciativa envolveu todos os trabalhadores da maternidade.

Principalmente para quem precisa permanecer mais tempo internada, o cantinho ajuda a quebrar a rotina hospitalar. “Mas também recebe os visitantes e acompanhantes enquanto a mulher está nas Práticas Integrativas”, explica Karin.

Quem preferir, pode fazer um passeio pelo jardim e ter outros benefícios. “O caminhar naturalmente favorece o trabalho de parto e o contato com a natureza e os aromas das flores também ajudam a conter a ansiedade. Quando as gestantes relaxam ocorre a liberação de um hormônio chamado ocitocina, que também estimula o trabalho de parto”, diz a gerente.

No jardim também estão as plantas utilizadas no preparo dos chás oferecidos às gestantes. Já com a filha no colo, Angelita voltou à Sala de Práticas para receber um escalda pés. “É muito relaxante, quando a gente fica calma parece que até o bebê se acalma também”, disse.


Publicidade

Publicidade

Comente a notícia