Detran-PR vai leiloar 2.186 veículos

Redação O Estado do Paraná Publicação 27/02/2004 - 01h00 Atualizado 19/01/2013 - 20h43
Atualmente, existem cerca de oito mil veículos apreendidos em todo o Paraná.

O Departamento de Trânsito do Paraná (Detran-PR) está colocando 2.186 veículos disponíveis para leilão. São 1.626 automóveis e 560 motocicletas, que estão nos pátios de Curitiba (1,9 mil), Paranaguá (138) e Ponta Grossa (148). A relação completa já foi publicada em Diário Oficial e o primeiro prazo, para que os proprietários possam retirar seus veículos, vence no próximo dia 20 de março.

"Todos os proprietários dos 2.186 veículos já foram notificados pelo correio. A partir do dia 20 de março, o Detran iniciará o recorte dos chassis, preparando os lotes para o leilão, que será realizado no dia 30 de abril. O prazo final para que os proprietários possam retirar seus veículos dos pátios, evitando a venda, vence no dia 28 de abril, 48 horas antes do início do leilão", explica Sônia Cabral, presidente da Comissão de Leilão.

Para retirar o veículo do pátio, evitando que seja leiloado, o proprietário deve comparecer a uma unidade do Detran-PR com documento de identificação pessoal e do veículo. Após pagar todos os débitos do automóvel ou motocicleta (IPVA, licenciamento, multas e taxas de remoção e estada), o veículo poderá ser retirado. A liberação só pode ser feita pelo proprietário ou por alguém com procuração legal para esse fim específico. O Detran-PR não parcela os débitos.

Exemplos

Entre os 2.186 veículos que estão em processo de leilão, alguns estão nos pátios do Detran/PR há mais de oito anos. Atualmente, existem cerca de oito mil veículos apreendidos em todo o Paraná. Desses, cinco mil estão nos pátios de Curitiba e 16% estão bloqueados por ordem judicial ou sob investigação policial.

A maioria dos veículos que lota os pátios e depósitos do Detran-PR não é retirada pelos proprietários porque os valores dos débitos superam os preços de mercado. Um Renault Scenic, ano 2001, recolhido ao pátio do Detran-PR em novembro do ano passado, por exemplo, tem R$ 38.233,31 em débitos, sendo R$ 34.752,77 somente de multas de trânsito. Esta também é a situação de um Daewoo Espero, ano 1994, apreendido desde novembro de 2001, que possui R$ 27.063,43 em débitos, dos quais R$ 15.269,16 são multas.

Desmanche

Os carros leiloados pelo Detran-PR só podem ser utilizados para desmanche. Por isso, só participam do leilão empresas de ferro-velho credenciadas pelo órgão. O valor da venda dos veículos é usado para o pagamento dos débitos e, normalmente, não cobre todas as pendências. Quando isso acontece, os proprietários antigos são inscritos em dívida ativa do Estado.

Maiores informações sobre o leilão podem ser obtidas pelo telefone 0800 643 7373 ou diretamente na Comissão de Leilão do Detran-PR, pelo número (41) 361-1269. A relação dos veículos que não forem retirados até o dia 20 de março e que formarão os lotes do leilão será disponibilizada via internet após essa data, no site www.pr.gov.br/detran.


Publicidade

Publicidade

Comente a notícia