Rodovias do Paraná registram alto fluxo de veículos

Arquivo
A expectativa é de muito movimento nas estradas neste fim de semana.

Com o feriado de Natal se aproximando, o número de veículos nas estradas também começa a aumentar. A Polícia Rodoviária Federal (PRF) informa que até meia-noite desta sexta-feira mais de 15 mil veículos devem deixar Curitiba com destino ao litoral paranaense. No sábado, serão aproximadamente 22 mil carros e no domingo 13 mil devem seguir no mesmo sentido.

Muitos motoristas já deixaram a capital paranaense nesta sexta-feira (20), deixando o tráfego lento nas rodovias. Quem sai de Curitiba com destino a Florianópolis para aproveitar os dias de folga, pode levar até seis horas de viagem.

De acordo com a concessionária Autopista Litoral Sul, responsável pela BR-101, que liga o Paraná ao litoral de Santa Catarina, o fluxo de veículos era alto, porém, não existiam intervenções ou interrupção no tráfego até o começo da noite de sexta-feira.

Entretanto, pontos como a praça de pedágio em Garuva (SC) e tempo chuvoso no trecho de serra da BR-376 exigem muita paciência e cautela por parte dos motoristas.  A concessionária orienta para que os usuários redobrem a atenção e reduzam a velocidade, devido às condições de pista molhada.

Segundo a Polícia Rodoviária Federal, por volta das 19h, o fluxo por hora, era de 2700 veículos seguindo sentido litoral catarinense, com tendência de aumento de carros na rodovia nas próximas horas.

Quem escolheu como destino as praias do litoral paranaense também encontrava movimento na rodovia. Segundo a concessionária Ecovia, o número de veículos era considerado alto. Às 19h, passavam pela rodovia cerca de mil veículos a cada hora. No entanto, até o início da noite de sexta-feira não havia registro de acidentes na BR-277.

Já os motoristas que vão para o norte do Paraná deve estar atentos ao número de carros na pistas e também às obras de pavimentação da BR-277. Na PR-141, em Mauá da Serra, obras de pavimentação dificultam a vida dos condutores.  


Publicidade

Publicidade

Comente a notícia