Homem é atropelado e lançado para a morte na BR-376

Jadson André Publicação 26/06/2013 às 07:16:41 Atualizado 27/06/2013 às 11:08:39

 

Lineu Filho
Na faixa havia poça da chuva.

A falta de visibilidade contribuiu para o atropelamento fatal que aconteceu na noite de terça-feira (25), na BR-476, em frente à garagem da Pluma, bairro Pinheirinho. José Carlos Alves Barbosa, 42 anos, tentava atravessar a rodovia quando morreu. A iluminação precária prejudicou a visão do motorista Juarez Trzakos, que vinha com um ônibus da TransTupi de Araucária, e atropelou José. Devido à pancada forte, o corpo da vítima foi lançado alguns metros à frente.

Existe semáforo no cruzamento, mas com as chuvas recentes a faixa de pedestres se transformou em uma grande poça de água, obrigando os transeuntes a desviar. Isso tem aumentado as chances de acidentes.

Morador

José morava na Rua Hélio Dias Woitikiw, que fica poucas quadras do local do acidente. Familiares chegaram minutos depois e reconheceram o corpo. Agentes da PRF (Polícia Rodoviária Federal) organizaram o tráfego, que ficou mais lento até o fim da perícia feita pelo Instituto de Criminalística, seguida o recolhimento do corpo.


Publicidade

Publicidade

Comente a notícia