Liberados R$ 1,1 mi para obras na Catedral e capela

SMCS Publicação 30/12/2012 - 17h35 Atualizado 19/01/2013 - 22h25
SMCS
Na restauração da Catedral já foram usados mais de R$ 5 milhões.

O prefeito Luciano Ducci assinou, nesta semana, dois decretos de potencial construtivo que garantem R$ 1,153 milhão para a finalização das obras de restauro da Catedral Basílica e a recuperação da capela Nossa Senhora da Glória, na avenida João Gualberto.

“A Catedral de Curitiba é a maior obra de restauro já realizada no Paraná. Foram investidos inicialmente R$ 5 milhões e agora foram liberados mais R$ 533 mil para a conclusão. Já a Nossa Senhora da Glória abrigava inicialmente as novenas do Perpétuo Socorro e tem significado importante para Curitiba”, explicou Sueli Hass, secretária municipal de Urbanismo.

Para a Catedral Basílica de Curitiba serão destinados R$ 533 mil. A capela Nossa Senhora da Glória foi transformada em Unidade de Interesse Especial de Preservação (UIEP) e contará com R$ 610 mil para suas obras de restauro.

Preservação

O mecanismo do potencial construtivo é aplicado pelo município desde a década de 80 para estimular a preservação do patrimônio histórico, cultural e arquitetônico da cidade. A edificação da Catedral está cadastrada na Prefeitura como Unidade de Interesse Especial de Preservação (UIEP), classificação que é reservada às construções com valor mais significativo na história da cidade. A venda de cotas de potencial construtivo para financiar o restaurou levou em conta esta designação.
Como a capela Nossa Senhora da Glória também foi classificada como UIEP, as vendas do potencial construtivo seguiram os mesmos trâmites.

Catedral

A construção que abriga a Catedral Basílica de Curitiba foi inaugurada em 1893 e é um marco na história da cidade, que se desenvolveu ao seu redor. Construída em estilo eclético, com forte influência da arquitetura gótica, a Catedral tem nas pinturas das paredes uma de suas mais fortes características. Elas foram feitas originariamente pelos artistas italianos Carlos e Anacleto Garbaccio e, agora, foram totalmente recuperadas.

O restauro da Catedral foi iniciado em janeiro do ano passado e custou R$ 5 milhões. Durante algumas etapas chegou a reunir mais de 100 trabalhadores.

Nossa Senhora da Glória

A Igreja Nossa Senhora da Glória é uma histórica capela localizada na Avenida João Gualberto. Inaugurada em 25 de novembro de 1896, pelo desembargador Agostinho Ermelino de Leão, foi a sexta igreja católica construída em Curitiba. Na década de 60, a família Leão cedeu à capela para que fossem realizadas as novenas do Perpétuo Socorro.
As obras irão preservar todas as características originais das edificações.


Publicidade

Publicidade

Comente a notícia

Esta notícia já contém 3 comentários.

  • El Paranaense
    31/12/2012 - 12:20

    Onde estão os politicos e a imprensa verde para questionar o potencial construtivo que as igrejas estão utilizando, apareçam, pareçam, pareçam..........

    A responsabilidade do comentário é do autor da mensagem e não representa a opinião do Paraná Online.
    Denuncie o comentário Responda o comentário

  • Cicero Roberto
    31/12/2012 - 09:04

    É CEZAR, NESTAS HORAS OS HIPÓCRITAS E INVEJOSOS DESAPARECEM... O POTENCIAL CONSTRUTIVO NÃO BENEFICIA SÓ ESTÁDIO PARA COPA, MAS ESTÁ BENEFICIANDO UMA INFINIDADE DE OBRAS EM CURITIBA... BASTA VOCÊ TER UM BOM PROJETO PARA SER LIBERADA A VERBA!...

    A responsabilidade do comentário é do autor da mensagem e não representa a opinião do Paraná Online.
    Denuncie o comentário Responda o comentário

  • Ving@dor CAP
    31/12/2012 - 08:31

    cade aquele bando de políticos interessados em aparecer para questionar o potencial construtivo???

    A responsabilidade do comentário é do autor da mensagem e não representa a opinião do Paraná Online.
    Denuncie o comentário Responda o comentário