Estrada da Graciosa: um caminho com cheiro de flores

Publicação 18/12/2008 às 13:19:36 Atualizado 19/01/2013 às 21:30:59

Uma das belezas naturais mais encantadoras do Paraná, rodeada pelo Rio Nhun-diaquara e recoberta pela Mata Atlântica, a Estrada da Graciosa possui uma infini-ta variedade de flora exuberante, com flores típicas de uma floresta exótica.

Em meio a tantas belezas, pode-se citar inúmeros motivos para visitar a Estrada da Graciosa, a começar pelo Recanto Mãe Catira - de origem indígena, é o nome de uma dança guarani. Outros patrimônios culturais são os dois parques: o Parque Estadual da Graciosa e o Parque Estadual Roberto Ribas Lange.

O acesso à Estrada da Graciosa é feito pela Br-116. Sua extensão é de 28,5 qui-lômetros, em pista simples. Os trechos são asfaltados e com pavimentação polié-drica (polígonos planos). O trajeto possui muitas curvas sinuosas. Atualmente, a estrada é calçada com paralelepípedos para facilitar o tráfego de automóveis. A Estrada da Graciosa ainda conserva a construção em pedra feita por tropeiros.
Recantos
A Estrada da Graciosa é um local de lazer, os recantos são lugares de lazer que dispõe de quiosques para venda de produtos típicos, mirantes, sanitários e 80 churrasqueiras, que foram restauradas pelo Departamento de Estrada e Rodagem (DER), o qual teve o custo de R$ 8,6 mil.

Para os visitantes que desejam conhecer as belezas da Serra do Mar paranaense, devem ter disposição para levantar cedo. As equipes do DER relatam que as va-gas do estacionamento e das churrasqueiras são esgotadas antes das 9 da ma-nhã, principalmente nos finais de semana.

Nos 20 quilômetros que cortam a Mata Atlântica, a Estrada da Graciosa apresenta 6 recantos. São eles:

Engenheiro Lacerda - abriga um mirante de onde é possível avistar a baía de Paranaguá.
Rio Cascata - encanta com sua belíssima queda d'água.
Grota Funda - possui um estreito e fundo vale.
Bela Vista - também pode-se avistar Paranaguá.
Curva da Ferradura - é por onde começa a trilha do Caminho da Gracio-sa.
Parque Mãe Catira - local onde se concentra boa parte dos turistas que descem a Graciosa.

História

A Rodovia PR - 410, ou Estrada da Graciosa, fica a 37 quilômetros de Curitiba, a 1050 metros de altitude do nível do mar.
O caminho da Graciosa é um dos cinco caminhos coloniais que atravessam a Ser-ra do Mar, ligando o litoral paranaense a Curitiba. Os primeiros relatos deste ca-minho surgiram em 1721. Por este caminho, que foi cenário de muitas mortes de-vido aos ataques indígenas, passaram jesuítas e mineradores.

A construção da Estrada teve início em 1854 - no Governo do Presidente da Pro-víncia, Zacarias de Góes e Vasconcelos. Suas obras foram concluídas em 1873. A estrada foi reaberta definitivamente, em 1954, para os turistas.

Até a metade do século 20, a Graciosa era a única estrada pavimentada no territó-rio paranaense, contribuindo para a economia do Estado por um longo tempo. Por ela passavam caminhões que levavam madeira, mate e café ao Porto de Parana-guá.


Publicidade

Publicidade