Acidente fecha BR-277 em Guarapuava

Jornalista Externo Publicação 13/01/2007 às 00:00:00 Atualizado 19/01/2013 às 21:09:02

Fotos: Diário de Guarapuava

Pequena quantidade da carga vazou,
fechando as pistas durante três horas e meia. Motoristas tiveram que esperar.


Um caminhão carregado com ácidos tombou ontem pela manhã no quilômetro 316 da BR-277, próximo à cidade de Guarapuava, na região central do Estado. O acidente aconteceu por volta das 6h, quando chovia no local. Ninguém ficou ferido. Uma pequena quantidade da carga vazou na pista e foi constatado risco de explosão devido ao fato de os ácidos serem reagentes. Por isso, as duas pistas da rodovia foram fechadas, por precaução, durante três horas e meia. O trecho só foi totalmente liberado por volta das 11h30.

Por conta do fechamento da rodovia formou-se um congestionamento de cerca de nove quilômetros. Não havia possibilidade de desvio porque é região de serra. Segundo a Polícia Rodoviária Federal, o caminhão Mercedes-Benz seguia de Curitiba em direção a Pato Branco, na região sudoeste. No quilômetro 316 da BR-277, de acordo com relato do condutor, dois caminhões vinham em sentido contrário e, para não bater, ele acabou desviando para o acostamento, subindo em um barranco e tombando.

Conforme informações da concessionária Caminhos do Paraná, que administra o trecho, o caminhão transportava ácido fosfórico líquido, ácido clorídrico, aluminiato de sódio em solução, hidróxido de sódio sólido, soda cáustica sólida e nitrito de sódio. Informações extra-oficiais davam conta de que na carga também havia medicamentos. Por isso, o condutor teria sido encaminhado à delegacia local para prestar esclarecimentos.

Por volta das 9h, equipes da Defesa Civil, dos bombeiros, da Polícia Rodoviária, de órgãos ambientais e da concessionária responsável pelo trecho chegaram ao local para avaliar a situação. A rodovia só foi reaberta e o caminhão retirado da pista (por volta das 11h30) depois de realizado o transbordo de toda a carga contida no veículo. O material é considerado carga química perigosa, que pode gerar riscos tanto à saúde das pessoas quanto ao meio ambiente. Porém, segundo informações da polícia, não foram verificados danos ambientais devido à pequena quantidade de produto que vazou do caminhão.


Publicidade

Publicidade

Comente a notícia