Paratiba é do Coxa

Publicado em 14/04/2013 às 21:00:00 - Atualizado em 14/04/2013 às 19:52:59
Perfil de Jorge Luiz da Silva

Lançado no jornalismo esportivo por Creso de Moraes, no jornal “Curitiba Hoje”, em 1978. Um dos pioneiros na área de colunistas do Paraná-Online escrevendo sobre o futebol profissional. Substituiu o jornalista Pedro Viana no noticiário de categorias de base, acrescentando noticiário geral, com ênfase nas bases e futebol feminino. Foi árbitro de futebol e futsal por oito anos.

FOTOS: JORGE LUIZ DA SILVA

Coritiba começou o Sub-17 com vitória no clássico Paratiba.

Na 1.ª rodada do Campeonato Paranaense Juvenil, realizada sábado pela manhã, o Coritiba recebeu o Paraná Clube, no CT do Atuba e venceu o Paratiba por 2x0, com um gol em cada tempo da partida, em que teve amplo domínio nos 90 minutos.

Com a boa vitória, o Coxa lidera o Grupo A, da Capital (pelo saldo de gols), já que no outro jogo o Atlético passou pelo São José, por 1x0. Agora, ambos decidem a ponta, num Atletiba antecipado pra quarta-feira, às 10h, no CT do Coxa.

O clássico Atletiba foi antecipado em virtude da participação do Coritiba no Torneio de Gradisca, na Itália, onde estarão grandes equipes do futebol mundial na categoria. A viagem acontecerá no final de abril.

O jogo

Jogando em casa, o Coxa se impôs desde o início, obrigando o Tricolor a se defender. No entanto, o fazia muito bem até sofrer o gol de abertura, aos 27’. Em momento de pressão, o zagueiro Fernando Dinis foi ao apoio e de surpresa, completou pro gol paranista usando a parte de fora do pé, após cruzamento de Gustavo Henric.

O Paraná teve duas boas oportunidades pra marcar. A segunda, quase empatou aos 38’, quando o atacante Guga acertou a trave.

Na etapa final, o domínio do Coritiba passou a ser mais amplo, e o segundo gol saiu de uma boa trama na frente. Evandro completou com sucesso pela meia direita, atirando fora do alcance de João Pedro. Ali estava decretada a vitória alviverde, que encontrou um Tricolor qualificado, mas que diante do bom futebol praticado principalmente por sua meia-cancha, encontrou o caminho da vitória.

Arbitragem de Eduardo da Silva Silveira, auxiliado por Fábio Ribeiro e Joyce de Paula, com trabalhos eficientes na mesa, de Adalberto Bueno Sobrinho.

Aos 31’ finais, Lucas Marques, do Paraná e Hadrian, do Coxa se estranharam numa disputa no meio campo e o árbitro advertiu os dois. Pior pra Hadrian, que já tinha o amarelo e foi expulso com dupla advertência.

Coritiba: Gabriel; Marcelo (a), Fernando Dinis, Alisson (c) e Taigo; Júlio Rusch, Hadrian (a) (av), Júlio Gruba e Thiago; Evandro (a) (Kady) e Gustavo Henric (Edgar). Mais: Rafael; Geovane, Gabriel Cieslak, Paulo e Renan. Técnico: Allan Aal.

Paraná Clube:
João Pedro; Edson Jr. (Marquinhos), Hudson (a) e Lucas Dantes (Rafael); Matheus, Lucas Marques (a) (Ducatti), Zé Victor (c) (a) e Biro (a) (Denerson); Guga (a) e Diego (Tavinho) (a). Mais: Lucas Baldo. Técnico: Evandro Fornari.

Vitória magra do CAP

O Atlético, do técnico André Prodes, venceu o São José por 1x0, numa vitória magra, mas com amplo domínio, por isso mesmo, bastante valorizada pela disposição do adversário, que encarou bem o Furacão, no CT do Caju. O gol do encontro foi de Marco Gabriel, aos 26’ iniciais. Arbitragem regular do novato Lucas Amaral.

Arbitral sem a Tribuna

Na última sexta-feira fomos “educadamente”, aos gritos e palavrões, convidados a nos retirar da FPF quando do arbitral-remendão do Campeonato Sub-20. O presidente da entidade, segundo suas palavras: “represento o futebol paranaense”, nos expulsou do recinto da bola de todos os paranaenses. Mesmo de fora, continuaremos vigilantes.

Quanto ao arbitral, o Campeonato Paranaense, que tinha apenas 13 equipes, ficou reduzido a dez. Os times ficarão em dois grupos de cinco. Na 1.ª fase, jogam todos contra todos no grupo, classificando-se quatro de cada um:

Grupo A: Coritiba, Grecal, J. Malucelli, Paraná Clube e Pato Branco.

Grupo B: Colorado, Grêmio Maringá, Londrina, Roma e Nova Fátima.



Paraná Clube lutou bastante, mas não escapou da derrota.


Fernando Dinis (3) festejou a abertura do placar no Atuba.

Mais que uma parceria



Sérgio Rosa, Anderson Siqueira, Marcelo Lucas, Pompéia e Gustavo.

Acabaram-se as avaliações das categorias de base Sub-15 e Sub-18 no Centro de Treinamentos do Caju. A partir de hoje, a avaliação e seleção de atletas que queiram ingressar no Clube Atlético Paranaense terão que ser feitas exclusivamente no Clube Andraus Brasil.

O convênio começa a vigorar a partir de hoje. Foi o que decidiram em conjunto, as diretorias dos dois clubes. Segundo o presidente Nadim Andraus Filho, do Clube Andraus, “nenhum atleta entra nas categorias de base do Atlético, sem passar pela seleção no Andraus. A avaliação dos atletas Sub-15 e Sub-18 terá que ser agendada somente conosco, disse o jovem empresário que é amigo pessoal do presidente Mario Celso Petraglia, além de conselheiro do Rubro-Negro.

Prosseguiu Nadim: “Estamos preparados. Vamos aproveitar nosso espaço, que possui instalações desportivas adequadas para receber atletas para períodos de avaliação”.

No acordo firmado consta fornecimento de treinos, hospedagem, transporte e alimentação, mas o ingresso dos atletas indicados ao projeto (os selecionados) terão que ter a assinatura somente do Clube Atlético Paranaense e para isso, o Furacão manterá dois de seus membros de comissão técnica, em período full-time, isto é, direto.

Todo material a ser usado nos trabalhos de avaliação, serão fornecidos pelo CAP.

Nadim não “entregou” o percentual a que o Andraus terá direito, mas confirmou que o trabalho desenvolvido em seu belo CT em Campo Largo, Km 8,5 da antiga Rodovia do Café, terá uma participação nos direitos econômicos dos atletas que doravante sairão para o “projeto”.

Nadim ainda explicou que o percentual terá diferenciação (menor) quando se tratar de atleta captado pelo CAP, que continuará fazendo observações pelo Brasil e exterior. A avaliação para cada atleta não poderá ultrapassar dois meses.

Profissionais

Para dar conta do recado, Nadim já trouxe e estão devidamente instalados em Curitiba, profissionais gabaritados. De São Paulo veio o técnico Marcelo Lucas, trazendo em sua bagagem onze anos de Palmeiras. Veio da Trafic e antes passou 5 anos no Paulista, de Jundiaí, onde começou e foi atleta. Marcelo ajudou a mostrar ao mundo da bola Vagner Love, Diego Souza e Roque Júnior, entre outros.

O experiente Sérgio Rosa continuará no clube como coordenador técnico. Seu auxiliar será Francisco João de Oliveira Júnior, o Juninho. O massagista será Jorge Luiz Batista, mais conhecido como Pompéia, ex-goleiro, que já estava no clube. Pompéia foi profissional do Operário durante 13 anos.

Como preparador físico, o Andraus trouxe Anderson Siqueira, que estava no Paraná Clube.

Gustavo Rodrigues será o auxiliar administrativo e braço direito de Nadim, além de Edivaldo Nunes, o motorista do ônibus do clube e duas secretárias.



Empresário Nadim Andraus Filho, novo parceiro do Furacão.

Publicidade

Publicidade