Encorpado

Publicado em 06/03/2013 às 21:13:47 - Atualizado em 06/03/2013 às 21:14:01
Perfil de Luiz Claudio Massa

Não "deu certo" dentro de campo, mas percebeu que o futebol faria parte da sua vida, mesmo longe das quatro linhas. Tem diploma de treinador de futebol, mas espera nunca precisar dele. Trata as coisas do futebol e da vida com simplicidade e leveza. Sem angústias.

O Coritiba criou o lastro para crescer e buscar o tetracampeonato com mais fome de vitória. O título do primeiro turno trouxe, além da vantagem de se garantir na decisão do campeonato, a possibilidade de vencer o returno e levantar a taça sem mais disputas. É atrás desta glória que o time de Marquinhos Santos vai correr.

A conquista vai coincidindo com a recuperação de vários jogadores, que fizeram da prolongada fisioterapia sua causa. Voltam ao batente, encorpando o time para a sequência de jogos, tanto do estadual quanto da Copa do Brasil. Emerson e Sérgio Manoel, por exemplo, são reforços consideráveis. O Coxa ganha corpo em um momento importante do calendário.

O próprio treinador já tem uma idéia clara sobre as potencialidades e incapacidades do elenco. Após colocar grande parte dos jogadores em condição de jogo, vai testando estratégias variadas, sem um sistema de jogo definido.

Dentro dessa proposta, Chico vai sendo o jogador mais adaptado às mudanças. Sai da zaga, passa pela segunda “volância” e quebra-o-galho na lateral esquerda, sem a necessidade da troca de jogadores. E, olhe, que não é considerado titular.

Na decisão, Eltinho fez uma das suas melhores partidas com a camisa alviverde. É quase impossível afirmar que será o dono da posição, mas, quem sabe, ganhe confiança e se torne útil.

Ainda falta mais posse de bola (Lincoln encaixa bem nessa dinâmica) e profundidade. Com o peso da obrigação aliviado é preciso exercitar a força do conjunto. O pragmatismo da busca pelos resultados pode dar um tempo. Um time com força ofensiva passa, invariavelmente, por sustos defensivos. Se o risco de atacar até fazer o resultado é esse, que se pague o preço.

Ainda é cedo para responder se essa equipe fará bom papel no Brasileirão. Para a Copa do Brasil qualquer preparação pode se tornar inócua. Torneio tipo mata-mata depende de fatores que fogem ao encontro do que foi “planejado”. Uma noite ruim pode colocar tudo a perder.