Margarina pode ser usada para baixar o colesterol

Publicado em 12/08/2008 às 21:00:00 - Atualizado em 20/01/2013 às 09:44:37
Perfil de Em Dia

Fique em dia com as últimas notícias relacionadas à saúde e como elas irão afetar a nossa vida.

Pacientes que têm colesterol elevado podem contar com uma nova aliada: a margarina. Um estudo que envolveu 40 pacientes homens, com histórico de doença cardiovascular, testou o uso de uma margarina enriquecida com substância funcional (fitosterol) e comprovou uma redução entre 10% e 15% no índice de LDL (o colesterol ruim), o grande vilão das artérias entupidas. A pesquisa foi realizada na Fundação Francisco Costantini, em Curitiba, idealizada e coordenada pelo cardiologista José Rocha Faria Neto. “Aliada às estatinas, substâncias que ajudam a diminuir as taxas de colesterol ruim, a margarina enriquecida é uma boa opção para quem está precisando controlar os níveis de LDL”, avalia o especialista, salientando que pessoas que apresentam taxas mais altas, precisam continuar o tratamento convencional proposto pelo cardiologista.

Um importante fator para o controle do colesterol é a redução do consumo de gorduras saturadas e sua substituição por gorduras poliinsaturadas e monoinsaturadas. A dieta indicada no tratamento e controle dos níveis de colesterol sangüíneo, recomenda que o limite de consumo de gordura saturada esteja entre 8% a 10% do total de calorias ingeridas. O marcador de LDL colesterol aceitável ou dito normal é de 160mg/dcl.

Com efeito, pacientes com histórico de problema no coração precisam baixar este índice para 70mg/dcl. O que é muito difícil alcançar em função da disciplina que o paciente deve assumir e da mudança radical dos hábitos de vida.

No estudo, com o uso de uma colher de sopa ao dia de margarina que contém fitosterol, considerada um alimento funcional, durante seis semanas os pacientes reduziram o colesterol aos níveis aceitáveis indicados pelos médicos. O estudo foi dividido em quatro grupos, sendo em alguns casos, o consumo de margarina foi associada à prescrição de medicamentos.

Outra conclusão foi que no grupo de pacientes que só tomou medicamentos, a redução do colesterol não ocorreu ao nível desejado. Somente os que incluíram a margarina na dieta atingiram a meta. Na média, nenhum paciente que fez uso da margarina aumentou o peso em função do teor de caloria baixo. Além disso, a prática de exercícios físicos e do abandono do cigarro, fazem parte dos cuidados essenciais para se diminuir os índices do LDL.