Carpetão inaugura primeira loja no Paraná

Publicado em 21/05/2002 às 12:32:55 - Atualizado em 20/01/2013 às 09:34:26
Perfil de Ana Paula Inácio

.

Foi no último dia 13 a inauguração da loja Carpetão em Ponta Grossa. O evento organizado pela empresa Criart Promoções e Eventos, foi "recheado" com agradáveis surpresas de muito bom gosto. Toda a decoração e as lindas recepcionistas vestidas com as cores da bandeira do Brasil. O investimento, da ordem de R$ 1,5 milhão, e o slogan de ser uma empresa 100% brasileira marcaram a inauguração da primeira loja Carpetão no Estado.

O prefeito Péricles de Holleben Mello procedeu a inauguração ao lado dos dois empresários paulistas Rico Evangelista e Wilson Prado, responsáveis pela loja. O ex-prefeito Paulo Cunha Nascimento também acompanhou a solenidade, e o também ex-prefeito Jocelito Canto foi homenageado pelos empresários. Com 3,5 mil metros de área construída, empresa começou a funcionar oferecendo 15 000 metros de tapetes. Instalada no distrito industrial, a loja Carpetão de decoração especializada fará a revenda de tapetes nacionais e importados, carpetes, pisos laminados e cortinas.

Ao centro
a "Garota
Propaganda do
Carpetão" Cibele
Fontanella, Rico
Evangelista e
Senhora e Wilson
Prado e esposa.
(Foto: Marcelo
Mainardes).

Carpetes e Decoração

A Carpetão também irá fabricar persianas em Ponta Grossa, além de vender os produtos com os quais já trabalha.Rode, diretora de Marketing da Carpetão , explicou que a escolha por Ponta Grossa se deve a localização geográfica privilegiada e ainda, pelo fato de não ter outra empresa do ramo na região dos Campos Gerais. A matriz da Carpetão fica em São Paulo, onde foi fundada há 12 anos. A sede da cidade começou a ser construída em 1998 no mandato de Jocelito Canto, que trouxe também para a cidade a empresa francesa Beaulieu que fabrica carpetes para todo o mundo e tem uma unidade também no distrito industrial de Ponta Grossa.

Novidade aprovada

Como em outros centros é bastante comum que as pessoas se desloquem da cidade até a BR para consumirem, Renata afirma que para atrair o consumidor para a Carpetão no Distrito Industrial, a empresa irá operar com promoções de preço e prazo no pagamento. "A empresa aposta nesta novidade, já que em Ponta Grossa o comércio se concentra na região central", diz. Com 3,5 mil metros quadrados de área construída, a loja traz novidades para melhor atender aos ponta-grossenses. Pensando na comodidade de seus clientes que terão que se deslocar até o local, a Carpetão oferece um atendimento vip, contando com uma lanchonete na parte interna e um parquinho para as crianças.

Comércio & Investimento

De início estão sendo ofertados 50 empregos diretos, quadro de funcionários que será ampliado nos próximos meses. A empresa de propriedade dos empresários, Rico Evangelista e Wilson Prado, irá atender atacado e varejo. De acordo com Renata, a loja começa a funcionar oferecendo 15 000 metros de tapetes. "A empresa está preparada para confeccionar o produto que o cliente pedir", observa. A Carpetão que estará oferecendo as principais marcas dos artigos existentes no país conta com a assessoria da Criart Promoções e Publicidade.

Super estrutura

A Carpetão é uma loja de decoração que revende tapetes nacionais e importados, carpetes, pisos estruturados de madeira, pisos laminados, pisos vinílicos, papéis de parede, cortinas, persianas, Box para banheiro, divisórias e forros. Fundada há 12 anos em São Paulo, a empresa optou pelo município de Ponta Grossa devido à localização geográfica privilegiada e pelo fato de não ter nenhuma outra empresa tão especializada em tapetes como o Carpetão. Serão mais de 15.000 metros de tapetes para o consumidor escolher, com todas as medidas e materiais. A loja também oferece o serviço de confecção de tapetes por encomenda, além de importar os modelos solicitados por sua clientela e muitos lançamentos. A sede de Ponta Grossa, que começou a ser construída em 1998, também irá fabricar persianas.

Contatos: (42) 224 -47-49 ou 9971-60-71 anapaulais@bol.com.br jopublicidades@uol.com.br Sucursal do Jornal O Estado do Paraná Rua XV de Novembro, 301, sala 46 Edifício Elyzeu