Portal ensina como montar aquecedor solar com material reciclável

AE Notícias Publicação 04/10/2006 - 17:32:03 Atualizado 19/01/2013 - 21:06:06

A Secretaria do Meio Ambiente e Recursos Hídricos colocou em seu portal eletrônico (www.pr.gov.br/meioambiente) o manual para montagem de aquecedor solar com materiais recicláveis.  Com 200 embalagens longa vida e 200 garrafas PET, pode ser confeccionado um equipamento com capacidade para esquentar água para banho de quatro pessoas.

Segundo o coordenador de Resíduos Sólidos da Secretaria, Laerty Dudas, o aquecedor reaproveita resíduos que iriam parar nos aterros sanitários e reduz o consumo de energia elétrica.  “Cada embalagem ou garrafa PET demora cerca de 100 anos para se decompor, é um resíduo ambiental que deve ser reutilizado. O reaproveitamento destas embalagens irá contribuir muito na redução do volume de lixo destinado aos aterros, que por sua vez terão sua vida útil ampliada”, acrescentou.

“A redução do consumo de energia é outro ponto importante, por pode trazer economia a instituições sem fins lucrativos que precisa administrar seus recursos de forma responsável”, apontou Dudas.

Além de ofertar o material em formato digital, a Secretaria também promoveu oficinas em diversas regiões do Estado para divulgar a montagem do aquecedor. Até o final do ano, cada escritório regional da Secretaria e suas autarquias (Instituto Ambiental do Paraná e Superintendência de Desenvolvimento de Recursos Hídricos e Saneamento Ambiental) contará com um protótipo do aquecedor para divulgar a iniciativa.

O criador do projeto, José Alano, contou que resolveu elaborar o aquecedor solar ao perceber o grande desperdício de plástico e de papel que era promovido ao jogar essas garrafas e caixas no lixo. “Já utilizo o coletor solar em sua casa há mais de quatro anos e consigo economizar até 120 quilowatts de energia elétrica por mês para esquentar água utilizada em dois banheiros”, completou.

Aquecedor Solar

O sistema é o mesmo dos aquecedores solares produzidos industrialmente, conhecidos tecnicamente de termo-sifão. A diferença está no material utilizado. As garrafas PET , embalagens longa vida e alguns metros de canos de PVC são utilizados para confeccionar o painel que serve para a aquecer a água. As embalagens recortadas e os canos são pintados de preto para absorver a energia solar e a transformar em calor.

“As garrafas envolvem os canos por onde passa a água e mantém o calor através de efeito estufa. A água sai da caixa d’água em temperatura ambiente, passa lentamente pelo sistema, eleva a sua temperatura e volta para a caixa”, explicou José Alano. “Após seis horas, em média, nesse ciclo constante a água pode chegar a uma temperatura de até 38º Celsius no inverno ou 50º no verão”, completou o criador do aquecedor solar.

Em 2004, o projeto criado por José Alano foi reconhecido pela revista Super Interessante e recebeu o prêmio Super Ecologia.


Publicidade

Publicidade

Comente a notícia