Dietas especiais no combate à hipertensão arterial

Jornalista Externo Publicação 07/10/2003 às 00:00:00 Atualizado 19/01/2013 às 20:41:33

A hipertensão arterial freqüentemente está relacionada ao excesso de peso, ao sedentarismo, ao tabagismo, ao stress e aos maus hábitos alimentares. Uma dieta adequada é imprescindível para o controle da hipertensão arterial, bem como a prática regular de atividades físicas e controle do stress.

Alguns alimentos são apontados como possíveis causadores da pressão sanguínea elevada. Entre eles estão: a grande quantidade de gorduras saturadas; a adição de hormônios estrógenos e agentes químicos similares que se tornaram comuns na indústria alimentícia; o excesso de sal na dieta, cada vez mais rica em embutidos e enlatados, e a falta de fibras tão comum em qualquer regime alimentar à base de comidas prontas ou "fast food".

Segue a seguir, alguns alimentos funcionais que devem ser ingeridos, para o controle da hipertensão arterial:

Aipo, alho, cebola, peixes gordos ricos em ômega 3 (salmão, atum, sardinha, cavalinha), frutas e vegetais (ingerir no mínimo 5 porções diárias), alimentos ricos em vitamina C (limão, kiwi, couve-flor, acerola, laranja), aveia, arroz integral, alimentos ricos em vitamina E (castanhas e nozes), chuchu, alimentos ricos em vitamina A (vegetais verde-escuros e alaranjados), queijos brancos e sem gordura, ricota, leite desnatado, leite de soja, carne de soja, tofu, carnes magras e sem pele, berinjela, água de coco, pão integral, margarina sem sal.

Consumo reduzido de sódio

Uma alimentação restrita ou com teores reduzidos de sódio pode diminuir consideravelmente a pressão arterial, proporcionando vasos sanguíneos mais jovens. Muitos pessoas resistem a esta restrição, por achar que o ato de se alimentar deixará de ser prazeroso para se tornar uma tortura. Para evitar que isso ocorra, preste atenção nestas dicas:

1) Quando for às compras, procure ler atentamente o rótulo dos produtos. Já existem produtos light em sódio.

2) Lembre - se que alimentos processados e enlatados possuem grande teor de sódio;

3) Prefira as frutas ou sucos frescos. Eles tem teores de sódio reduzido e são ótimas fontes de vitaminas e minerais;

4) Procure evitar ao máximo preparações instantâneas, congeladas ou enlatadas;

5) ao cozinhar, tente reduzir de forma gradativa o sal, assim seu paladar irá se adaptando;

6) Não utilize os chamados temperos prontos. O teor de sódio desses produtos é muito alto;

7) Substitua o sal do saleiro por uma mistura de ervas e especiarias de sua preferência. Uma outra opção magnífica é sempre ter limão à mesa para temperar os alimentos.

Amélia Gomes é nutricionista (ameliavijaia@bol.com.br).


Publicidade

Publicidade

Comente a notícia